"Miúdo"

Se há coisa que me mata é quando uma mulher dispara aquela palavra ali em cima. Miúdo.

Parte-me todo. Não, não sou miúdo. Desde muito cedo (desde miúdo, vá) que sempre que revelei mais maturidade que grande parte dos meus amigos. Talvez até demais. Desde muito cedo que, bem, já não era miúdo. E uma prova disso é precisamente o facto de todos os meus amigos serem mais velhos do que eu. Sempre me dei melhor com gente mais velha. 

Mas parece-me que nada me custa mais do que quando oiço aquela palavra vinda da boca de uma mulher. Miúdo? Wtf? Bem, posso-lhe dar um desconto. Afinal ela não me conhece. E o "miúdo" dela assenta basicamente na diferença etária existente entre nós.

Hum, "miúdo". Nada me bate mais do que isto. Será que ela se sentirá incomodada se eu me despedir com um "Adeus, cota"?

Comentários

AC disse…
Andava eu a ver o meu blog e depois os que sigo e assim o teu. Giro, que mesmo que não tendo alfinetes me piquei. Eu chamo-te miúdo. Não és tu o miúdo. Não é a tua idade que é miúdo nem a tua cabeça que é miúdo. São todos os homens que me rodeiam e por quem nutro um carinho especial, quer tenham 20, 30 ou 40 e mesmo ao meu vice-director de quase 50 chamava de miúdo. Os outros são simples gajos, tipos, indivíduos. Os outros são os outros. Tu és o miúdo. A palavra é mais quente, as outras são mais frias. Ou preferes texugo ou faneca, outros clássicos meus que exigem iguais explicações, não não és gordo? São nomes distintivos, separam do comum. Ou volto a perguntar, queres fofinho, querido, meu, man, pá????

Mensagens populares