Estou oficialmente a tornar-me cota.

Quem diria que com o avançar da idade, um homem começasse a achar piada a coisas que, anos antes, ignoraria, ou mesmo, fugiria a sete pés. Coisas como pequenos trabalhos domésticos (montar prateleiras, fazer furos em paredes, colocar tomadas, mudar torneiras, etc). Tudo coisas que até há bem pouco era “o pai” que fazia, mas que agora um tipo tem que se chegar à frente se quiser as coisas feitas (pagar a malta para fazer esses biscates é ser descaradamente roubado na maioria dos casos). Assim, dei por mim a montar calhas num tecto de um estúdio, fazer furos, aparafusar coisas e assim. O mais perturbante disto tudo é que se fosse há uns dez anos atrás, pirar-me-ia à primeira ocasião. Agora não, aprecio aquilo tudo. Isto só pode ter um significado. O que está escrito no título.

Comentários

Desnorteada disse…
Madurinho.. é o que está a ficar! ;)

Mensagens populares