Profissões que eu não podia ter...

Aqui vai.

Para começar em beleza...

Funcionário público - Mas daqueles que trabalham nas secretarias, tesourarias, entre outras porcarias;

Barbeiro (hair stylist para os metro...);

Empregado de balcão/mesa;

Bancário - daqueles que estão ao balcão.

Fisioterapeuta;

Enfermeiro.

E o que é que estas profissões têm em comum? A necessidade de ter a chamada "conversa de xaxa"! Aquelas conversas que abordam coisas tão interessantes como o tempo que fazia há 30 anos atrás, o que o filho da senhora está a fazer no estrangeiro, a gata que está no cio e rasga os cortinados, etc, etc e etc.

Eu pura e simplesmente não tenho paciência para estas conversas de circunstância! Pior que isso, nem sei como as ter!

Se me apanhar numa sala de espera com outra pessoa que insista em ter comigo uma conversa deste género, o máximo que me consegue arrancar resume-se a isto: "Pois é, pois é", "É verdade", "Humm-humm", "Exacto". Ou então agarro no telemóvel e digo que tenho que fazer uma chamada. O mais impressionante é que mesmo limitando-me às repostas que acima enunciei, há pessoas que conseguem manter a conversa!

Comentários

Joana disse…
Se virmos bem os jornalistas também têm muita conversa de xaxa pra dar :p

Mensagens populares