Chuva, chuva, chuvinha...

Então é assim... eu gosto mesmo de chuva. A sério. Gosto de ver a chuva, de ouvir a chuva, sentir a chuva, conduzir à chuva, etc. Até gosto de guarda-chuvas. Acho um utensílio fascinante e muito pouco acarinhado. Mas, ok, já chega. Não, a sério. Já chega mesmo.

É que já era bom aparecerem uns dias de sol no horizonte. Fui achando piada a este tempo enquanto estive "encafuado" em casa. Agora, já posso (e preciso de) caminhar. Mas, guess what? Há algo de complicado (para não dizer impossível) em andar na rua com uma canadiana em cada mão (vulgo, muleta. Não se trata de dois elementos do sexo feminino originárias de Ontario.) e utilizar um guarda-chuva enquanto chove.

Assim, agradecia mesmo que parasse de chover. Parece-me que as barragens já estão cheias, as couves já foram devidamente regadas... toda a gente está feliz e contente com tanta água. Vamos então parar com a chuva?

Obrigado.