Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2008

Musicália

Se a minha vida, nos últimos tempos, fosse uma música, só podia ser esta...

PS: Não se sentiram também idiotas a olhar para o disco a girar? Não? Ah... então so eu que sou mesmo idiota!

Diário de uma dor do caraças... - Parte III

O próximo gajo (ou gaja - para não dizerem que sou sexista) que me vier abordar para referir os benefícios da prática desportiva, leva com uma joelhada nos dentes. E com o joelho lesionado, que é para existir mais espectacularidade...

Diário de uma dor do caraças... - Parte II

E hoje estava eu sentado em cima da cama, com um saco de gelo em cima do joelho, quando dei por mim a pensar:
"Hei! Onde está a garrafa de uísque?!"

Diário de uma dor do caraças...

Pois, parece que esta dor não está com grande vontade de se pôr a andar...
Quando as coisas iam bem encaminhadas, parecendo que ia desaparecer, decidi ir a pé para casa, almoçar, mas bastou caminhar 20 metros seguidos para, dar meia volta para trás e vai lá buscar o carro e deixa-te de ideias... Mesmo assim, de cada vez que tenho que carregar na embraiagem, lá saem uns quantos "mimos". O que vale é que vou ao volante, por isso nem destouo dos outros condutores daqui...
De qualquer modo, há que agradecer aos senhores que inventaram um gel chamado Voltaren Emulgel. De facto, aquilo resulta e até dá "uma agradável sensação de frescura"... chato, chato é só aliviar as dores por meia-hora... ai é que está o caldo entornado.
Ainda dizem que o exercício físico faz bem à saúde! Á minha pelos visto não!

As gajas... - Parte II

E porque já recebi o primeiro aviso, aqui fica outro sms (enviado pela mesma pessoa) para repor um pouco a tranquilidade...
"lol lol opá temos o melhor e o pior do mundo. Simplesmente isso."
Até porque tendo o joelho lixado não consigo correr para fugir...

Dói! E muito...

Agora que o Obikwelu arrumou as sapatilhas e aquele fato de lycra demasiado gay (eles dizem que são fatos tecnologicamente avançados e concebidos para melhorar a performance do atleta, mas eu mantenho as minhas dúvidas) lembrei-me de ver se estava à altura de o substituir... Resultado? Não sinto as pernas, sinto uma picada no joelho esquerdo de cada vez que subo escadas (já me informaram que deve ser uma inflamação) e passei a gostar de correr em tartan!

As gajas...

Eu vou ser espancado, violentado, pontapeado e levar nos dentes de uma amiga minha... mas não resisto a colocar aqui este sms em que, num momento de loucura, ela fez as seguintes revelações:
"Lol ainda não encontrei atributos suficientes numa gaja. Somos mais chatas, armadas em sensíveis, egoístas, cínicas e assim em frente."
Pronto, foi o último post que escrevi. Agora vou desaparecer por uns tempos. Bye!

Olé! - O Regresso

Ora, como eu já sabia “levei nas orelhas” dos opositores das touradas devido ao que escrevi neste post. Mas, de facto, só serviu para confirmar as minhas teorias: as pessoas anti-touradas não respeitam quem gosta, e levados por uma fúria cega (sabe-se lá vinda de onde) descarregam uma série de banalidades e preconceitos. Eu já expliquei que o post contém a minha opinião. É a minha opinião. Não concordam, tudo bem. É um direito vosso. Mas também é o meu direito exprimi-la, não? Ainda para mais no MEU blog.
De qualquer modo, como referi no início, confirmei as minhas suspeitas sobre moralismo em Portugal.
Jovem, tens mais de 18 anos? Nunca fumaste drogas? Gostas de beber leite biológico? Achas que quando expiramos estamos só a poluir a atmosfera com CO2? És dos que acham que a Terra devia ser só para os animais?
Dá então o primeiro passo e pára de respirar ou enfia um balázio no meio dos olhos! Dá o exemplo. Mas fá-lo primeiro do que eu, sff!

Pormenores

Há pormenores, coisas insignificantes, que só nos sabem lixar a vida. Melhor, só damos conta delas quando nos surgem exactamente para lixar a vida… como ter o telemóvel adiantado uma hora… inexplicavelmente!
Numa chamada telefónica…
Eu: Olha, viste a sms? Eu vim ver os meus pais, mas são… onze e meia, lá para a meia-noite já estou em casa.
A: Onze e meia? São dez e meia!
Eu: Não… no meu telemóvel são onze e meia.
A: Olha que não. São só dez e meia.
Eu (olhando para o relógio do carro): Filho da p*** do telemóvel!
Bem me parecia que o dia passou demasiado depressa. Malta, vendo telemóvel! Vai pela melhor oferta!

O regresso dos bois

E já que nos últimos tempos só falo de vacas e de bois... não podia faltar este verdadeiro "hino"... Dedicado a todas as vacas e bois.


Olé!

Se há coisa que me deixa fodido são os moralistas, assim como, os falsos moralistas! Fico fodido porque, na verdade, vivemos num país onde a moralidade é um conceito muito dúbio.
Eu sou um senhor de bem, empresário, casado, com mulher e filhos, mas ponho os cornos à minha esposa, desvio dinheiro das minhas empresas e emprego imigrantes ilegais, os quais exploro pagando abaixo do salário mínimo nacional, e que trabalham para aí 12 horas por dia. Com sorte ainda me meto no tráfico de droga ou de tabaco ou até de bebidas alcoólicas, mas vou à igreja com a família todos os domingos. Dá para perceber o que quero dizer com falsos moralistas? Isto não acontece em Portugal? Meus amigos… onde vivem vocês?
Mas isto foi apenas para dar uma imagem do tal falso moralismo que existe por cá. O que me faz “gatafunhar” desta vez é a questão das touradas (possivelmente ainda estou a tentar recuperar do trauma do concurso de gado a que assisti…)
De cada vez que oiço alguém dizer que é contra as touradas s…

Se não é dos melhores álbuns do ano, vou ali e já venho...

"A minha sogra é um boi" Ou como se começa a falar de marcha e se acaba no gado bovino. Ou ainda, como a minha cabeça não regula!

Imagem
Será que sou só eu que acho que a modalidade desportiva "marcha" é assim, como dizer... tipo... ridícula?! Porque é que precisamos de saber quem são os atletas que marcham mais depressa? (esta frase não me soa duplamente bem...) O ser humano quando tem pressa, não marcha! Marchamos sempre que nos deslocamos com as duas pernas. Se temos pressa, parece que... corremos! E já que falo em desportos olímpicos. Ontem à noite, depois de ter visto os Xutos e Pontapés pela 2572872987275265732573 vez (cortesia dos meus amigos, "anda lá que é fixe!") cheguei a casa lá para as 3 da manhã e liguei o televisor. Estava a ser transmitido um jogo de ping pong ("Ténis de mesa" é a designação correcta e credível da coisa?) nos Jogos Olímpicos. A verdade é que fiquei hipnotizado a olhar para aquilo durante para aí meia hora... acho que não deve ser normal, mas depois de ter estado num concurso de gado e ser interrompido pelos "Muuuuuuuuuuuuuuuuuuuus" das vacas e bois de…

Nota ao post anterior

As fotografias do post anterior foram tiradas com a minha espectacular máquina nova (viva o maravilhoso mundo das SLR, apesar dos preços de chulo das objectivas!). A máquina é bastante boa, agora o fotógrafo... é o que se arranja!

Fé e farturas? - Festas da cidade

Imagem

Como é que é?

Um pai leva o filho para um assalto. A coisa corre mal e a criança é baleada e morre. Tem doze anos (se não me falha a memória. Que é bem capaz de falhar...).
O pai é um evadido de um estabelecimento prisional. Foge. Passado uns dias aparece para, num momento propositadamente criado para as câmeras de televisão, se ir entregar ao estabelecimento prisional, acompanhado do seu advogado (certamente em busca de protagonismo e mediatismo). Não sem antes exigir que se faça justiça e que descubram como morreu o filho.
Como é que é? De quem é a culpa? Opá... eu, assim de repente, digo que é do pai. Um pai que leva o filho para um assalto. Se o miúdo não estivesse lá teria morrido? Pois... Quem matou a criança foram as forças de segurança? Pelos vistos foi. Mas, se dispararam por algum motivo foi. Num assalto, e pelos últimos relatos de assaltos, tiroteios, homícidios, etc.... se fossem polícias como é que andavam no dia-a-dia?
Se o tal pai quer justiça, vá cumprir a pena de prisão (de onde se e…

Com filhos assim...

O que me fez mais impressão não foi a senhora de idade afirmar: "Não tenho casa de banho em casa. Toda a vida nunca tive!"

O que me fez o estômago dar umas valentes voltas foi esta resposta da mesma senhora: "Eu tenho dois filhos, mas já estão casados e cada um tem a sua casinha."

Que filhos são estes que não se incomodam com a situação degradante da própria mãe?

Pérolas da Língua Portuguesa...

É triste. Mas há uma expressão tão portuguesa que está a cair em desuso e que é cada vez menos acarinhada pelos falantes da Língua Portuguesa:

"Vai à fava!"

Ódio nr.º... (nem sei! Parece que ando a coleccioná-los!)

Se há coisa que odeio profundamente e que me deixa mal-disposto todo o dia (não confundir com o meu mau-humor matinal, esse surge sempre...), é ser acordado pela manhã por uma chamada telefónica ou por outra pessoa qualquer...
Prefiro acordar sozinho. Foda-se!

Constatação #1

Quando estou "com os copos", chamo "Meireles" a tudo o que é empregado de bar e discoteca! Acho que sei porquê, mas não me perguntem porquê!

"What's that comin over the hill? Is it a monster?...

... Is it a monster?" Ok, eu sei que sou um chato com estas coisas de música e bandas! Mas fiquei completamente viciado neste tema!
E depois lá descobri mais coisas através do Myspace (abençoado seja o seu criador!) e pelo Youtube (estes não merecem ser abençoados porque estão cheios de nota!).
Gosto do sentido de humor da banda. Nos videoclips fazem-me lembrar os Foo Fighters ou os Beastie Boys pela capacidade de paródia!

"Beijas como uma freira"!

Ouvi na rádio, fui ao Myspace e gostei!

Oiçam aqui.

É a loucura!

Esta música, e mesmo o videoclip, tem qualquer coisa de hipnotizante... não?


Midnight Madness - Chemical Brothers

Sono, preguiça, ursos e cafés...

Imagem
Vão mesmo ter que ler o post até ao fim para perceber a imagem...

Nada como um fim-de-semana vegetativo. Mau tempo lá fora a convidar para fazer rigorosamente nada!
Preguicite Aguda... é a doença que me afecta todos os fins-de-semana (os que não trabalho, claro).
O problema é o meu cérebro. Por mais que eu o queira, não consegue entrar em modo de hibernação e impele-me sempre para me meter em actividades como: lavar os carros da família (que são 4!), andar a passear o cão para ver se emagrece porque o veterinário diz que está gordo, colocar a minha colecção de CD's por ordem alfabética (querem endoidecer? Aqui está a maneira perfeita...), arrumar a garagem, etc. E a pior parte é que nos últimos tempos tenho dado por mim a deitar uns olhares estranhos à caixa de ferramentas do meu pai. Queres ver que me vou começar a meter na bricolage ou a fazer aquelas pequenas reparações caseiras, como mudar torneiras ou concertar armários? Até para uma boa maratona de filmes (dos meus passatempo…

Olímpicos, mas pouco...

Imagem
Com uma semana decorrida, o saldo da participação portuguesa resume-se a um bonito e perfeitinho 0! 0 medalhas! Nem bronze!
Mas, não é normal? O pensamento que me ocorreu quando ouvia as declarações dos nossos atléticos olímpicos é que estavam a pôr a "carroça à frente dos bois". Isto é, a prometer medalhas e ainda nem os chineses tinham acabado de pintar as paredes do Estádio Olímpico. Mais ou menos como a nossa Selecção Portuguesa de futebol antes do Europeu. Somos das equipas favoritas, vamos fazer isto e aquilo, não sofrer golos, etc e tal. E depois lá voltamos caladinhos para casa, porque a única coisa que verdadeiramente ganhámos foi juízo. Ou, pelos vistos, nem isso...
Telma Monteiro, João Pina e Francis Obikwelu todos despachadinhos para casa. Problema comum? Prometeram, prometeram... mas não cumpriram!
Agora, resta-nos a Vanessa Fernandes (ou uma ou outra surpresa...), mas face às participações dos portugueses (acho que a malta da vela ainda se vai safando. - afinal so…

"Deixa-me rir..."

Não percebo e já me está a dar cabo dos nervos... Acabei de ler mais um desses milhentos inquéritos feitos às mulheres deste planeta, em que são questionadas sobre as características que o seu homem ideal deve ter.

Ora, e não é que o "ter sentido de humor" continua no top das preferências ? Nunca percebi este critério. Melhor dizendo, nunca percebi porque é uma das características mais desejadas!

Se for uma mulher da África Central, ainda percebo que queira um homem que a faça rir, face a toda a miséria à sua volta. Agora, as restantes mulheres? Querem andar com um comediante?

Os portugueses e o cinema (título de merda - nunca tive jeito para fazer títulos)

Não deve haver melhor lugar para fazer uma análise sociológica dos portugueses do que uma sessão de cinema. A sério.
Nada como ir ao cinema para ter um retrato, puro e duro, do factor comportamental dos portugueses. Então agora que, nos últimos tempos, tenho ido ao cinema sozinho. [Sim, eu vou ao cinema sozinho. Sabiam que também se pode ir sozinho? Não temos que levar “atrelados”, para aí, quinze pessoas atrás de nós.]

Mas como escrevia… como estou sozinho tenho oportunidade de reparar em pormenores que, se calhar, antes me escapavam. Tais como, os comentários dos espectadores.
Eu juro que gostava de gostar da maioria dos portugueses. Mas, por vezes, têm a capacidade de se saírem com enormidades que nem um norte-americano, que é tido como o paradigma do ocidental burro, se lembraria.

O filme era o “Wanted”. Um filme de acção agradável, recheado de efeitos especiais e cenas movimentadas de tirar o fôlego. Como qualquer filme de acção deve, no fundo, ser. Não?

Primeiro comentário:“Ó isto é …

Ah, foda-se! Que eles tiveram cá e eu não os fui ver!

Motard's!

Imagem
Parte gira: Andar por uma concentração motard a entrevistar motard's (usem a palavra "motoqueiro" que vão ver o que vos acontece! Até a vossa tetra tetra tetra avó é insultada!) que têm mais álcool no sangue do que sangue propriamente dito... Parte má: Saber que muitos deles iam pegar nas motos pela cidade e pelas estradas da região naquela noite...
Foto tirada depois da habitual sessão de chá e bolinhos...

Drogas quê?

Ora bem...
Hipótese A: Eu estou a ficar cada vez mais bonito. (Naaaaaaa, não pode! A título de exemplo, toda a gente me dá mais idade do que a que tenho. Nunca deveria ter ido para jornalista!)Hipótese B: Os óculos de sol, que comprei recentemente, são mesmo qualquer coisa como uma obra-prima do design dos óculos de sol.Hipótese C: Há muito homossexual reprimido nesta região do país.É o que me ocorre quando ando na rua e tudo o que é (supostamente) macho se põem a olhar! Homens desta região, já viram a quantidade de decotes, saias curtas, pernas, pescoços e quejandos femininos que andam pelas ruas? Não acham isso mais atractivo ao olhar?

Pinguins nas finanças?

Já repararam que as senhoras que são funcionárias públicas quando se deslocam fazem-no como os pinguins, colocando os pés de lado?


Nota: As coisas incríveis e verdadeiramente ridículas em que um gajo repara quando tem muitas horas de espera pela frente.

Havaianas só no Havai, s.f.f.

Imagem
Estou prestes a fazer uma revelação que deve chocar algumas pessoas. Mas cá vai...

Odeio quem anda para aí de havainas!
Eu sei que devem existir cerca de várias (nem me atrevo a enumerá-las) razões para usar havaianas, mas acho que devem ser usadas, no máximo, quando se vai para a praia. Agora, por exemplo, ir para o local de trabalho (ou mesmo outro local qualquer que não seja a praia) deveria ser proibido.


Então e tudo isto porquê? Porque é que, agora de repente, me lembrei de implicar com as havaianas?


Porque bastou estar 10 minutos, num local público, sentado ao lado de um jovem que calçava as ditas cujas e verificar as unhacas (assim mesmo para terem uma bela imagem mental!) que apresentava ao mundo, para me passar pela cabeça enveredar pela política, tornar-me deputado e avançar com uma proposta de lei que proíbisse a utilização de havaianas em espaços públicos.


Bem... exceptuando, talvez, a praia e sítios similares. Em último caso, usem umas sandálias ou vão a uma pedicure!

Inveja... essa coisa tão feia!

Rage against people who think that are smarter than you...

Ora bem… eu não sou propriamente a pessoa mais atenta do mundo. Esperem! Eu não sou o gajo mais atento que por aqui anda. Pronto! Eu sou mesmo despistado por natureza.
Por isso não é de estranhar que tenha que ir várias vezes por semana ao supermercado comprar coisas para a casa e para mim, porque pura e simplesmente me esqueci de as comprar das vezes anteriores que lá estive. Assim, sempre que vou ao super é para comprar poucas coisas. Uma embalagem disto, um pacote daquilo, pão, etc… Ora, quando chega a parte de pagar, tento sempre encontrar aquelas caixas que se destinam a quem leve só dez unidades, porque é suposto servirem para pessoas como eu. Idiotas que nunca levam as compras todas de uma só vez e andam sempre a voltar e que assim têm pouca coisa e levam pouco tempo a pagar e a desaparecer!
Até aqui tudo (mais ou menos) bem! O tipo que se lembrou desta ideia merecia um prémio. Mas, infelizmente, não se lembrou de que grande parte das pessoas ou é analfabeta ou iletrada (se bem q…

Plot Point

Quando ainda era estudante (há dois anos atrás, mas já parece que foi para aí à quarenta anos…) tive a oportunidade de estudar guionismo. E a verdade é que ter tido esta cadeira serviu para perceber alguma coisa de argumentos e afins, mas principalmente decifrar muita coisa que passa despercebida ao comum espectador quando está a visionar um filme.

Um dos conceitos mais interessantes que aprendi foi o plot point. Numa tradução livre (para português do Brasil, porque os meus professores eram brasileiros, e neste aspecto estão muito à frente de nós) significa “ponto de virada”, isto é, quando a estória de um filme parece caminhar para um sentido, mas depois sofre uma reviravolta completa, de 180º que apanha o espectador completamente desprevenido. Assim, de repente, para vos dar um exemplo de um filme que ilustra muito bem este conceito, falo-vos do “Saw”. Pelos menos o primeiro. Quem já viu o filme percebe do que falo. Já perto do fim, quando o morto, afinal nunca esteve morto…
Ora, e is…

C'mon people listen it now!

E já que recordei no post abaixo um tema dos regressados "The Verve", nada melhor do que recordar o que o Sr. Richard Aschcroft (o vocalista) andou a fazer antes de reunirem de novo a banda...
Eu devo ser uma das cerca de 5 pessoas que gostam do álbum dele. Mas lá dentro estão músicas como "C'mon people". Que é uma daquelas músicas que nos consegue levantar o moral a qualquer hora do dia...

(Am I a) Lucky Man (?)

Não há nada como acordar de manhã com esta música a tocar... e esquecer todas as chatices dos últimos tempos.

Prendas!

Eu sei que o Natal ainda vem longe, mas "prontos" fica já aqui a minha sugestão de prenda para a minha pessoa...

Se acharem que estou doido... "prontos" já me contento com este então...

"Mubis"!

Imagem
De maneiras que aproveitei o fim-de-semana (felizmente alguma paz!) para ver alguns filmes que perdi quando estrearam.
O primeiro foi o "The Devil wears Prada". Nada de especial. Aquela realidade (mundo da moda) não me diz nada, mas acaba por ser um filme fácil de assistir. E depois tem a Anne Hathaway (got it now?)

Depois revi o "Iron Man". (Sim! Eu me confesso. Sou ávido consumidor de todos os filmes que sejam adaptações de personagens de banda desenhada. Spider Man. X-Man, Super Man, Ghost Rider, Sin City, Fantastic Four, Hell Boy... just name it! And be sure I saw it! Há quem diga que não é cinema ou que é mau cinema, mas eu já há muito tempo que ignoro essas pessoas, defendendo-me. Epá... agora que acabo de escrever isto é que me recordo... ainda não vi o "The Dark Knight"!!! Já tenho programa para segunda à noite!) Quanto ao "Iron Man"... de um modo geral não é nada de especial, mas o Robert Downey Jr. (grande actor, digam o que disserem. - …

#%""$#"&"&$#&"!"$$%

Nota prévia: Este post vai ter muitos palavrões. Por isso, se for uma pessoa sensível a este tipo de linguagem considere-se avisada.

Filhos de uma ganda puta! Cabrões do caralho! Atrasados mentais da merda! A grandessíssima puta c'os pariu!!!

Foi basicamente isto, e muito mais, que me passou pela cabeça quando, ontem ao fim da tarde, ao estacionar o carro e me dirigir para casa... Não sei, talvez uma intervenção divina, fez com que olhasse para trás, para o carro e reparar que tinha uma amolgadela de todo o tamanho no carro! Que grandes filhos da puta!

Nunca as Leis de Murphy fizeram tanto sentido nesta semana de merda que estou a ter... "Uma desgraça nunca vem só!" Foda-se!