The empty show

Ok. Confesso. Hoje perdi uns minutos para espreitar o “Fama Show” e concluir que… basicamente não é nada!

Não é um programa de entretenimento (o que é que aquilo entretém?) Até o próprio nome… “Fama Show” é tão fraco, mas tão fraco, que só pode ter saído da cabeça das “apresentadoras”. Ou, deveria dizer, modelos? Até me dói a alma (não dói, mas há muito que queria usar esta expressão e agora arranjei onde a empregar…) quando oiço uma das meninas a fazer um esforço quase desumano para falar a língua de Camões.

Já diz o povo, “pau que nasce torto, tarde ou nunca se endireita”. Ora, se o programa já é uma bosta (tentativa de eufemizar), dificilmente vai algum dia valer qualquer coisa.
Mas já agora deixo um conselho ao Nuno Santos (director de programas da SIC): despeça as tipas e deixe ficar só uma. Não são precisas 5 tipas para apresentar um programa sem conteúdo. E, se nem quiser pagar a ninguém podem sempre treinar um bode para apresentar o programa. Sempre fala melhor português que a tal tipa.

PS: Agora reparo o quão deprimente esta pobre vida minha se está a tornar quando perco tempo a debitar parvoíces sobre uma parvoíce maior.

Comentários

Anónimo disse…
Gajas! Boas (quase todas)! Só é pena não mostrarem mais... inteligência...

Mensagens populares deste blogue

Plot Point

Eu não gosto de discotecas.

Desconfortabilidade