Poder de síntese

Não nutro particular simpatia por qualquer força política. Acho que a dada altura, alguns têm razão, noutra têm os outros.

No entanto, não posso deixar passar esta afirmação de Francisco Louçã, que ouvi ontem na TSF.

"(...) uma geração que ganha 500 euros e é a mais qualificada de sempre do país."

Viva ao poder de síntese...