Morte, condolências e cabeçadas na parede...

Dei por mim, hoje, a pensar se as pessoas dão as condolências pela morte de alguém porque realmente lamentam a morte dessa pessoa, ou só se é por ser uma "regra social".
Acho que se falecesse um familiar meu não quereria ter cerca de várias pessoas, a toda a hora, a dizer "As minhas condolências...".

Primeiro, porque é a única situação em que me recordo em que se pode utilizar a palavra "condolências". Deve andar tudo à espera de arranjar pretexto para utilizar a palavra.

Segundo, porque o facto de receber "condolências" a cada segundo de várias horas que acabam sempre em dias, se não, em semanas de luto não ajudam ninguém a sentir-se melhor.

É como dar uma cabeçada na parede e fazer ferida. E, depois, de cada vez que alguém me disser "as melhoras" o sentimento é de bater novamente com a cabeça na parede e a ferida doer mais.

Comentários

Mensagens populares