Buzinar para quê?


Hoje, 19h45, no meio do IC1, numa interminável fila de "pára-arrancas", a caminho de casa, apercebi-me de quão idiota um condutor pode (e consegue) ser! Se estamos parados, no meio de uma fila interminável, que não anda, o que é que fazemos? Buzina-se!


É a solução óbvia para alguns condutores. "Ora deixa cá ver... se isto não anda, buzino! Com certeza que se eu buzinar a fila andará mais depressa... Ora cá vai!"


Foi exactamente o que fez o tipo que estava ao meu lado na fila de trânsito... ora depois de um dia de trabalho f'dido com'ó c'ralho (tá giro,hein?), que nos deixa uma bela dor de cabeça, nada melhor do que levar com um indivíduo que acredita que a produção de um som, extremamente audível e perturbante, provoca, efectivamente, a locomoção de uma viatura...

A vontade foi, baixar o vidro, acenar-lhe para que também baixasse o vidro e, educadamente, dizer-lhe:


"Ó meu filho da puta! Voltas a tocar na merda da buzina e faço-ta engolir pela goela abaixo, ó cabrão!"

Seria ouro sobre azul! Mas como sou uma pessoa educada, não o fiz. Até porque, o tipo faz parte daquela espécie de homens que compensa com o tamanho do carro (bem como com a marca, cilindrada ou modelo) o tamanho de outras coisas...

Enfim...